segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

DOCUMENTO DE ARAXÁ: SEUS PRESSUPORTOS


DOCUMENTO DE ARAXÁ: SEUS PRESSUPORTOS

APRESENTAÇÃO E SINTESE DO DOCUMENTO DE ARAXÁ

APRESENTAÇÃO DO DOCUMENTO DE ARAXÁ

 

   A realização do 1º seminário de Teorização do Serviço Social foi, no Brasil, uma tentativa significativa, de maneira conjunta e internacional, de estudar e teorizar a Metodologia do Serviço Social.

   O 1º Congresso de Serviço Social, em 1947, que adotou um novo conceito para o Serviço Social. O tema da Metodologia do Serviço Social tambem foi objeto de estudo pelas escolas de Serviço Social atravéis das convençôes da Associação Brasileira de Ensino de Serviço Social atravéis das convençôes da Associação Brasileira de Ensino de Serviço Social.

   O 1º Seminário de Teorização de Serviço Social foi promovido pelo CBCISS – Centro Brasileiro de Cooperação e Intercambio Serviço Sociais, que convocou um grupo de 38 assistentes sociais, para uma semana de estudos sobre “ Teorização do Serviço Social”. Esse encontro aconteceu de 19 a 26 de março de 1967, em Araxá.

   Esse Seminário se insere dentro de um momento de questionamento por parte do Serviço Social e de busca de uma metodologia, mas adequada de inserção ao desenvolvimento. Balbina Ottoni, analisando esse momento histórico, afirma: “No inicio dos anos 60, vários fatores levaram os assistentes sociais a questionar a natureza e operacionalidade do Serviço Social.

  O Serviço Social no Brasil surge na decáda de 1930 ‘ na sua evolução, o serviço social, como prática institucionalizada, caracterizou-se pelo desempenho de papéis relacionados com disfunçôes manifestadas no nivel do individuo sob formas de desajustamentos sociais e ao mesmo tempo indentificadas ao nivel das estruturas sociais”. Como prática institucionalizada, o Serviço Social se caracteriza pela atuação junto a individuos com desajustamentos familiares e sociais. Tais “desajustametos muitas vesez decorrem de estruturas sociais inadequadas”. “ Obeserva-se que a absorção dos profissionais do, Serviço Social no plano prático prejudica, por vezes, a reflexão sobre as experiencias realizadas e retarda as oportunidades de analise e desenvolvimento de um quadro de referencias que permita a definição de sua natureza, dificultando, também, sua colocação no quadro das ciencias técnicas.

   É necessario uma reformulação do Serviço Social “ em novas linhas de teoria e de ação para melhor servir a pessoa humana e a sociedade. A consciencia do desenvolvimento vem exigindo do Serviço Social novos papeis, daí a necessidade tambem de sua reformulação. “ A partir desse novo enfoque o Serviço Social devera romper o condicionamento de sua atuação ao uso exclusivo dos processos de caso, Grupo e Comonidade, e rever seus elementos constituidos, elaborando e incorporando novos metodos e processos”.

   O trabalho com individuas, grupos, comunidades e populações não é exclusivo do Serviço Social... o que lhe é particular é o enfoque orientando por uma visão global do homem, integrado em seu sistema  social. O documento mostra a importançia do conhecimento da realidade nacional. E diz que esse conhecimento “... é pressuposto fundamental para que o serviço Social nela possa inserir-se adequadamente, neste esforço atual de reformulação teorico-pratica.

FATOS E ACONTECIMENTOS DA HISTORIA BRASILEIRA NA EPOCA DO DOCUMENTO DE ARAXÁ – GOVERNO CASTELO BRANCO.

  Na primeira parte deste trabalho – nos dois primeiros capitulos procuramos analisar o Serviço Social atraveis dos fatos e acontecimentos que antecederam ao documento de Araxá. Fatos e acontecimentos referentes ao contexto economicos e politico do Brasil e os da propria historia do Serviço Social, onde salientarmos dois pontos a influencia do neotomismo e a presença do desenvolvimentismo com enfase na formação tecnica.

   Analisaremos agora o momento. Nesses termos, seu capitalismo é muito pouco autentico e cheio de contradição. Afirmam em todos os documentos que pretendem fortalecer o setor privado emdetrimento do publico, mas nacionalizam empresas hidreletricas estrangeiras e dentro desse contexto historico e ideologico que surge o documento de Araxá.

 

FATOS E ACONTECIMENTOS DO SERVIÇO SOCIAL NA EPOCA DO DOCUMENTO DEARAXÁ – A RECONCEITUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL

 

    O documento de araxá nasce num momento em que acontecimentos importantes marcam a vida do serviço social latino-americano. Nesse periodo historico, temos o chamado movimento de reconceituação do serviço social. É o que de maneira sintetica explicitaremos em seguida, limitando-nos á analise de aspectos que situam o documento de Araxá dentro do movimento.

   No inicio da decada de 60, grupos de assistentes sociais passam a questionar o serviço social quanto a sua natureza e operacionalidade. Esse questionamento é o da validade do corpo teorico do Serviço Social em face a realidade da America Latina. No Brasil esse questionamento  se fez por um numero significativo de assistentes sociais, que pelos que estavam comprometidos com os programas do governo mas que desehavam reformas, quer por aqueles mais ligados com o povo.

    Esse questionamento começa a consolidar-se com os chamados seminarios passaram a preconizar um Serviço Social latino americano. Mas o que vem a ser a reconceituação do Serviço Social? Significa “ conceituar de novo”, e isto supoe a existencia de conceitos “ velhos” ou que precisam ser revistos ou substituidos.

    De inicio a reconceituação nasceu do desejo de superar o Serviço Social tradicional, que foi transplantado da Europa e dos Estados Unidos, e adequa-lo á realidade de um continente subdesenvolvido e dependente. Nesse começo o trabalho era de descobrir instrumentos de acordo com a nossa realidade sem chegar a um questionamento das estruturas e continuando a ter como referencial teorico o funcionalismo. Mas vai surgir com toda enfase com o documento de Araxa  “ no Brasil, o movimento de reconceptualização surgiu a preocupação com o enfoque teorico.

    O I seminario de Teiorização do Serviço Social, reliazado em Araxá, em março de 1967, é o evento que marca, de forma mais significativa, a presença marcante. A associação Brasileira de Ensino de Servoço Social que atraves de encontros regionais deu respaldo academico as propostas de reconceituação.

    Com referencia a participação da ABESS, assim se expressa Ana Augusta. A nalisando o documento de Araxá, Ander-Egg diz que esse documento é o mais serio que foi sistematizado pela “ geração 65”. É como o movimento, o documento tem como marco ideologico o desenvolvimentismo.

    Ander Egg, referindo-se ao processo de reconceituação se propos e iniciou desde e a partir dos marcos ideologico no documento de referencia”. Continuando sua analise, nos mostras que o grupo iniciador – geração 65 -  se subdivide,a pos Araxá, em dois, da seguinte forma.

 

MYRTES DE AGUIAR MACEDO

 

    A  Assistente Social Myrtes de Aguiar Macedo, em sua dissertação de Mestrado sobre “ Proposiçoes Diagnosticas no quadro da Reconceituação de Serviço Social”, após apresentar todo um quadro referencial, mostra que existem varias tendencias no movimento de reconceituação e que cada um dela possui sua epsitemologia e analisa varios autores e propostas a nivel da reconceituação do Serviço Social”.

   Entre outros analisou a presença do CBCISS, atraves dos documentos de Araxá e Teresopolos. E diz que o Serviço Social é entendido a partir de “ um enfoque orientado por uma visão global do homem, integrado em seu sistema social” e que a pespectiva de analise dos documentos é “ a realidade setorializada: modelo de analise funcionalista”.analizando a reconceituação, Teresa Porzecanski diz que a mesma se divide eme tres caminhos: o tecnismo-positivista, as correntes da educação conscientizadora e o metodo dialetico.

 

TERESA PORZECANSK

 

   A evolução de 1964, como se petenteou, coloca ponto final na mobilização popular e cala as oposições, bem como a universidade brasileira. A revolução passou a enfatizar o aspecto tecnoco, levou a burocratização, á modernização empresarial. Segundo José Paulo Neto, estes pontos relativos á Revolução de 64 colocaram em xeque o Serviço Social tradicional que era assistencialista e idealista.

   Diz o autor que no Brasil o processo de reconceituação se conceituação se concentrou primeiramente na tarefa de adequar a profissão às exigencias institucionalizadas do Estado autoritário e da grande empresa que é seu colario econimico. O processo de reconceituaçãp aceita como dado o quadro politico vigente e procura justificar sua existencia, executando da maneira mas perfeita tecnicamente os passos necessarios para a consecução de finalidades que são propostas por quem monopoliza.

   Com a Revolução, diz Neto, o serviço social brasileiro deixou de fazer incursões mas ampla e se concentrou no aspctos cientifico – profissional. A revelaçaõ cai para o aspecto tecnico e o feche de uma teoria metodologica invade os circulos institucionalozados, se transfere para os seminarios profissionais e se estende para as atividades docentes.

 

DOCUMENTO DE ARAXÁ: ANALISE E CRITICA

 

   Explicitaremos na analise que faremos do Documento de Araxás a posição assumida pela maioria dos participantes do seminario de Teorização, bem como s dos assistentes sociais nesse momento. Para maior clareza historica, queremos afirmar que essa posição não foi a única assumida, pois existiram “ vozes discordantes em relação a ela. No periodo de 60-64, no dizer de safira Ammann, ao lado da postura tradicional” emergem e se difundem movimentos que covebem a participação numa pespectiva critica e que postulam mudanças estruturais na sociedade brasileira.

    Esse grupo de profissionais vsi revendo suas posições e ropendo gradativamente co a visão tradicional do Serviço Social.  Essa situação leva a uma reflexão sobre a pratica profissional, questionando a serviço de quem ela esta, do poder ou do povo, levando pó sua vez a uma analise política da pratica.

   A grande maioria dos assistentes sociais presentes em Araxá assumiram a posição de integração e não de transformação das estruturas e estavam de acordo com o projeto político vigente, apesar de muita vezes desejarem mudanças no sentido de melhorar o sistema.

   O documento se insere numa perspectiva liberal, e que a partir dela o Serviço Social aceita, justificativa e legitima, na pratica e na teoria, uma sociedade capitalista: reconhece as imperfeições  da ordem social vigente, tanto que pretende melhorá-la.

    Balbina Vieira “ o depoimento não oferecia nenhuma idéia nova isto foi uma das criticas mas severas que lhe foi feita. Apresentou, porem, uma síntese do que, no momento, se pensava do serviço social,visto dento de uma visão cientifica e num quadro de referencias da filosofia neotomista.

    “procederemos á analise do documento de Araxá,procurando investigar os conceitos que não estão “ explícitos” ou que estão “ omissos”, bem como através das” tensões “ existentes no documentos. O documento de Araxá,apesar de salientar a necessidade do conhecimento da realidade, de um indispensável diagnostico,não apresenta, nem sinteticamente,uma analise da referida realidade  muito menos as contradições nela existentes

 

 

 

2 comentários:

  1. Parabéns.O resumo está bem objetivo, deu um norte a minha pesquisa.

    ResponderExcluir
  2. ola gostaria de saber se vc tem esse documento inteiro, pois preciso pra uma trabalho na faculdade. email: lucimara_sabinocruz@hotmail.com
    aguardo respostas.

    ResponderExcluir